segunda-feira, 3 de agosto de 2015

4 dicas para ler mais livros em menos tempo

Fonte: Universia

Os benefícios da leitura vão muito além de obter novos conhecimentos: ler aumenta a concentraçãopromove o relaxamento e estimula a criatividade. Mas, para aproveitar todas essas vantagens, é preciso criar o hábito e entrar em contato com bons textos frequentemente.
Para isso, os leitores necessitam de tempo e, especialmente durante a faculdade, é difícil conciliar os momentos dedicados à leitura com o estudo. No entanto, seguindo algumas dicas, é possível ler mais livros em menos tempo. Se você quer otimizar sua leitura, confira o passo a passo preparado pela Universia Brasil:
1 – Ler dois ou mais livros ao mesmo tempo
Para ser mais produtivo durante o dia, é importante aproveitar todos os períodos livres para ler, no entanto, é possível dinamizar ainda mais esse período diversificando as leituras. Ou seja, em vez de se dedicar ao mesmo volume até terminá-lo, combine os períodos com gêneros literários. Por exemplo: um livro de ficção pode ser perfeito para a hora de dormir, pois relaxa e trabalha a reflexão. Já uma obra técnica, que você utilizará como referência em um projeto, pode ser melhor aproveitada durante a ida para a faculdade ou uma pausa na hora do almoço, momentos em que você está mais desperto.
2- Crie metas
Métodos como a Técnica Pomodoro defendem a teoria de que as pessoas são mais produtivas se focarem totalmente sua atenção nas tarefas em períodos curtos, intercalados por minutos de descanso. Utilizar uma tática como essa pode ser interessante para assimilar os textos mais rápido. O ideal é traçar metas, por exemplo, ler 20 páginas ou terminar um capítulo, para cada intervalo determinado. Conforme o tempo for passando, a velocidade também aumentará.
3 – Leia por prazer
O hábito de ler não deve ser encarado como uma obrigação, e sim, como atividade de lazer. Por isso, evite entrar em contato somente com o material obrigatório da faculdade ou os títulos que os professores recomendam. Escolha autores que você quer conhecer, ou histórias que chamem sua atenção, mesmo que não estejam listadas no currículo escolar.
4 – Aproveite a tecnologia
Utilizar aparelhos eletrônicos é uma ótima ideia para melhorar a sua leitura. Além do enorme estoque de material online, como os livros grátis para download, existem aplicativos como oGoodReader, que possui uma ampla gama de recursos. Nele, é possível incluir anotações aos textos, desenhar, grifar e até mesmo escrever à mão no documento. Todas essas ferramentas diminuem o tempo de leitura e ainda dinamizam o processo, uma vez que é possível compartilhar o progresso e o conteúdo com outras pessoas.

sexta-feira, 31 de julho de 2015

4 passos para analisar um livro de forma rápida

Fonte: Universia

Durante a vida acadêmica, os alunos precisam ler muitos livros em pouco tempo. A correria cotidiana e a grande quantidade de conteúdos dificultam a análise aprofundada de obras literárias. Porém, os professores exigem cada vez mais trabalhos desse tipo de seus alunos e, por isso, os últimos precisam encontrar um meio rápido e eficaz de realizarem a atividade solicitada.
A seguir, confira as dicas para realizar uma leitura aprofundada e rápida de um livro:
1- Leia o resumo antes
A síntese dará uma visão geral do enredo do livro, mesmo que retire a surpresa do final. A partir deste texto, é mais fácil saber quais pontos da obra precisam receber maior atenção. Os resumos podem ser facilmente encontrados na internet.

2- Descubra os temas e símbolos principais 
O site sparknotes.com destaca os temas principais dos livros que estão em seu sistema. Se você já sabe quais estes pontos antes da leitura, você pode destacar no próprio livro qualquer referência a eles e facilitar o entendimento.

3 - Sublinhe, destaque e tome notas 
As passagens principais, relacionadas aos protagonistas e enredo, devem ser destacadas. O segundo passo é anotar em um papel separado tudo que foi selecionado, além de marcar as páginas relevantes e um breve comentário sobre a importância daquela parte para o resto da história. Esse método facilita na produção de trabalhos posteriormente.

4 - Leia resumos de artigos no jornal sobre o livro 
Neste caso, não é necessário ler o artigo inteiro, somente o resumo dele, para que você saiba o que professores e pesquisadores estão pensando sobre a obra em questão. Assim, terá mais embasamento teórico para realizar as atividades que forem propostas.

Por fim, caso você realmente não tenha tempo de ler o livro, explore resumo dos capítulos. Esta opção não é a mais indicada, já que aborda a obra de forma rasa, mas pode ser eficiente devido à falta de tempo.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Dicas para lidar com o estresse causado pelas avaliações

Fonte: Universia

As provas costumam tirar o sono dos alunos, tanto em escolas como em universidades. Para conseguir melhores resultados, cada um precisa descobrir quais os métodos adequados para o perfil pessoal. Além de todos os conteúdos estudados durante o ano, é preciso saber lidar com as questões psicológicas no dia da prova. O estudante precisa preocupar-se também com isso, porque o estresse pode influenciar no resultado da prova.

Confira a seguir as dicas do site para lidar com o estresse causado por provas:
 1 - Se você tiver um "branco", não entre em pânico. Tente respirar fundo e se concentrar para relembrar os conteúdos esquecidos. Caso você não consiga lembrar, pule para a próxima questão e volte para a problemática no final da avaliação.
 2 -Dê o seu melhor durante as provas, mas não tente atingir a perfeição sempre. Ser muito exigente em todas as situações aumenta o estresse e cria uma carga negativa desnecessária.
 3 - Utilize a tarde anterior à avaliação para relaxar, revisando a menor quantidade de conteúdos possível. Além disso, garanta uma boa noite de sono. No dia da prova, tome um bom café da manhã e chegue cedo no local determinado com antecedência para evitar contratempos.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Conheça 8 formas simples de se concentrar nos estudos

Fonte: Universia

Durante os estudos, a maioria dos estudantes enfrenta problemas de concentração. A fim de obter bons resultados nas avaliações, cada estudante precisa encontrar o melhor método de estudo pessoal e seguir uma rotina voltada à boa saúde física e mental. A seguir, confira oito estratégias para se manter concentrado para estudar:
1 - Faça várias pequenas refeições ao dia 
Evite comer muito antes de estudar porque o excesso de comida tende a deixar o corpo relaxado e, consequentemente, diminuir a concentração. Além disso, ficar muitas horas sem comer também é prejudicial. A melhor opção é comer pouco, várias vezes ao dia.
2 - Agende os conteúdos que serão estudados
Selecione os materiais que devem ser estudados conforme seus horários mais e menos produtivos. Reserve as disciplinas que você tem mais dificuldade para as partes do dia que você está mais descansado mentalmente e aquelas que você considera mais simples para os horários de menor disposição.

3 - Beba bastante água 
É recomendado que se beba água durante toda a sessão de estudos, principalmente nos momentos de preguiça. O café, bebida preferida para tirar o sono, tem muita cafeína e essa substância aumenta os níveis de ansiedade. Por isso, esse tipo de bebida deve ser ingerido com moderação.

4 - Não se sente em uma cadeira muito confortável 
Escolha uma cadeira que dê um bom suporte para as costas, mas que não seja extremamente confortável. Assim, o corpo ficará relaxado e toda a concentração ficará depositada nos conteúdos que interessam.

5 - Tire todos os materiais desnecessários da sua mesa de trabalho 
Separe somente os utensílios que você irá utilizar durante o processo de estudo. Outros materiais podem funcionar como detrativos e aumentar os níveis pessoais de ansiedade.

6 - Faça pausas 

É muito importante que os intervalos aconteçam antes que você se sinta muito cansado e perca completamente a capacidade de concentração. A sugestão é que um desses espaços de tempo tenha pelo menos uma hora. Caso a pessoa perceba que ainda assim encontra dificuldades para absorver o conteúdo estudado, as pausas devem ser maiores.

7 - Faça alongamentos durante os intervalos
O ato de permanecer sentado por muito tempo faz com que a gravidade leve grande parte do seu sangue para as partes mais baixas do corpo. Para ele voltar ao normal, respire fundo, a fim de aumentar a oxigenação cerebral. Além disso, ande um pouco e faça alguns pequenos alongamentos. Esses exercícios ajudarão a reduzir a tensão do corpo e na circulação sanguínea.

8 - Estude no mesmo local, no mesmo horário
Quando você escolhe um lugar e uma parte do dia destinada somente aos estudos, com o passar do tempo a tarefa fica mais fácil, porque gera uma associação do ambiente com a função que você exerce nele.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Bolsas de estudo de até 50% para EJA - Educação Jovens e Adultos


Conheça o EDUCA MAIS BRASIL.
Conclua o ensino médio. Bolsas de estudo de até 50% para EJA - Educação Jovens e Adultos.
Acesse: www.EducaMaisBrasil.com.br



5 dicas eficientes para estudar melhor, com menos estresse

Fonte: Universia

memória é a capacidade psíquica do homem de armazenar suas experiências passadas e relembrá-las. Existem vários tipos, mas duas categorias são mais expressivas: a memória declarativa e a de procedimentos. A primeira focaliza na capacidade de expor verbalmente os dados armazenados e a segunda, nos que não podem ser expressos.
Confira as principais dicas para estudar melhor, sem estudar mais:
1 - Recite enquanto você estuda 

Leia em voz altas partes do texto para fixá-lo melhor na sua memória. Este método facilita a percepção de erros de conteúdo, além de ser uma opção mais ativa do que a leitura e a audição, acelerando o processo de aprendizagem. A ideia central é que as passagens que você encontre mais dificuldades sejam lidas em voz alta mais vezes.

2 - Anotações 

Pessoas visuais têm maior tendência a gravar os conteúdos que leem, por isso devem sempre fazer anotações durante as aulas e leituras. As notas devem conter os pontos principais do conteúdo com as próprias palavras, de maneira clara e concisa

3 - Estude o meio 

A parte central da matéria é a que costuma ser mais esquecida pelos alunos. Por isso, é interessante que esta fração tenha maior importância na hora da revisão dos conteúdos.

4 - Estude antes de dormir 

Os conteúdos recém aprendidos são fixados de maneira mais expressiva após uma noite de sono e, por isso, é interessante estudar um pouco antes de dormir, desde que você não esteja mental e fisicamente cansado. O estudo da Universidade de Dartmouth mostra que o rendimento é maior nessas condições por causa da interferência retroativa, conceito que define que uma nova informação pode interferir em uma aprendizagem anterior.

5 - Conecte ideias 

Tente conectar os conteúdos aprendidos com outras ideias, para gerar um conhecimento baseado no entendimento, não em conceitos decorados mecanicamente. Muitos textos não conseguem prender a atenção do aluno por completo, mas, para atingir o nível de conhecimento, você deve voltar às partes complicadas e relê-las. Desta forma, há maiores chances de consolidação do aprendizado.